segunda-feira, 28 de junho de 2010

Comentario

Olá pessoas, primeiro agradecer aos dez seres que estão me seguindo (dois ocultos '¬¬) em apenas três dias de Blog...

Depois postar um comentário anônimo ao meu post "Noite Fria":

É verdade que o homem é um grão na imensidão da terra.
Mas, é um grão que guarda em si a vida, o amor e o verso.
E então se dá o reverso: o grão de pó ganha grandeza.
E nós ganhamos a certeza
que a poesia indica:
as eras do universo passam e o homem que ama fica.

Arrasou... Muito... Mesmo!!!

Se o/a autor/a puder se manifestar eu agradeçerei...
E não precisa mandar Anônimo...

;)

-Dann'Rude

P.S.: Ainda podem postar Anônimo se quiserem, só não há necessidade.

2 comentários:

Diego disse...

faz sentido tal coisa,como na verdade agradeço pelos únicos momentos que tenho,tais esses que a morte já ignorou meu pedido de perda.
abraço eu minha metamorfose e em segredo aguardo a minha reviravolta contra a morte.
significa que consiguirei eu,um simples mortal enganar a imensidão e a morte em pessoa.
o que veio na mente é que não estou só.mentes brilhantes não pensam só.
é preciso oxigenio,Deus e o apoio moral por trás de tudo isso.
resumindo o poema me agradou muito.

Anônimo disse...

A identidade é a soma
das intenções, uma foto
instantânea para um propósito
imediato que não dura.
A identidade é um equívoco
para camuflar o coração.

Pedro Mexia, in "Duplo Império"