quarta-feira, 30 de junho de 2010

Lágrima do Incerto

Há um caminho no meio da pedra!
Pedra do peito [ ] pedra de mim.
Pulsando meu sangue, fugindo à regra
Devagarzinho
[ mais um pouco
[ assim.

Pedra que dói, que de todo se racha,
Numa dor que rói [ ] o peito aberto
Sem ser ao menos sutil, me rebaixa
A mendigar a
[ lágrima
[ do incerto.

Ó noite que me traz água nos olhos,
Me diz se tal agrura [ ] é eterna.
Devolve apenas a pedra, eu imploro!
Pois a pedra
[ é dormente
[ e serena.

Porque seria mais fácil se eu simplesmente não me importasse, não mais amasse, e não acreditasse que alguém ainda fosse se importar.

-Dann'Rude

11 comentários:

m disse...

fácil seria.. mas teria graça?

Marco..^^ disse...

owww dani :/

Danniel Rude disse...

"M", com certeza não teria, mas com ainda mais certeza aliviaria a dor do "caminho no meio da minha pedra"...
Só não consigo ser covarde e não amar...

Lú Rapozzo disse...

Muito bom seu poema *-*
sem em nossa vida, ela nao teria graça de ser vivida ...mesmo q tenha as decepções ....todos nós encontraremos um dia nossa metade da laranja ^^

beijuxx
;**
continue assim ^^
bye

Lú Rapozzo disse...

*sem o amor

edilma disse...

nossa danni. gostei de verdade, muito mesmo. publique q eu faço um trabalho sobre dialogismo com ele massa...rsrsrs... já mostrou isso a anco? bjoss!!

Marina Flora disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Marina Flora disse...

E mesmo que se fale
ninguém vai saber o real peso que sua pedra tem.
Cada um só sabe de si, de suas próprias pedras, de seus amores.
Mas de certo se é esse o efeito que ter esse peso causa em você, não temo ser egoista quando digo: "I love Rock n' Roll" ;)

Faço das suas as minhas cores, palavras em cores, asas em palavras, flutuando por aqui.

Sou fã!

Danniel Rude disse...

Quem deletou um comentario???
Se arrependeu???
O.o

Marina Flora disse...

Fui eu...
é que deu erro =/

Lipe disse...

Ficou MAssa DAnni...
Continue assim mosntro...
FLw. :P